CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fernando Pellisoli
Sou o Poeta da Loucura da Pós-modernidade
Textos

22. PLEBISCITO


Eis onde está o poder político do povo brasileiro no Estado Ecomunitário Federativo: o plebiscito! Muito embora pareçam sinônimos, plebiscito e referendo são duas atitudes diferentes de se poder governar politicamente o Estado... No referendo popular, o povo se manifesta depois das leis serem aprovadas pelo governo municipal, estadual e federal... Pois no plebiscito, ao contrário, as leis governamentais só podem ser aprovadas através do manifesto plebiscitário...
No Sistema Ecomunitarista, o povo brasileiro terá amplo e irrestrito poder político Ecomunitário para se desfazer dos projetos de lei, quando referentes aos destinos de todas as Ecomunidades brasileiras... Os nossos legisladores municipais e federais terão que se afinar conforme a vontade popular... Ninguém terá o poder, ainda que venha do presidente, de interferir, ou vetar, as manifestações populares – desde que seja devidamente politizada e através do plebiscito...
O mesmo sistema de votação eleitoral, que deve ser apropriado, será usado sempre que se fizer necessário uma avaliação política do povo Ecomunitário brasileiro... Entende-se aqui que as políticas manifestações organizadas, através do plebiscito, devem ser vistas como um exercício do poder... O poder político do povo, na Democracia-Direta, em se tratando do Sistema Ecomunitarista; tem que ser algo inédito...
No Sistema Capitalista, com Democracia-Representativa, a minoria decide os destinos da grande maioria... Para que este imenso equívoco não aconteça, também, no Sistema Ecomunitarista, eu estou tendo a milagrosa idéia de acreditar que o povo brasileiro pode governar a si mesmo... É a maioria que deve ter o poder político de ampla governabilidade...
A elite brasileira tem a mania de julgar o povo brasileiro inapto a administrar os seus próprios anseios... Esta manobra de espalhar, através da mídia, esta inverdade tem sido um instrumento de repressão à politização; pois o povo acaba por se contorcer dentro de um conformismo insuportável...
Ninguém tem o poder de refrear o novo, como costuma fazer o arcaico Catolicismo; pois atrasar os passos da nossa humanidade é confrontar-se com os poderes de Deus... Pois o novo mundo da regeneração planetária, que virá com grandes catástrofes, grandes terremotos e imensos tsunamis, obterá do novíssimo Sistema Ecomunitarista os luzeiros justiceiros absolutamente necessários à consagração sublime dos povos; predestinados que são a governar o Ecomunitarismo...
Este é o meu papel: sou um vanguardista! E se costumo andar na frente dos meus contemporâneos, é porque a missão que desempenho se presta ao futuro da humanidade... Tenho que reconhecer que o meu Sistema Ecomunitarista precisa de algum tempo para ser implantado no mundo inteiro... E até no Brasil, eu terei as minhas dificuldades mui lucíferas, que cruzarão o meu caminho de pacificador dos povos...
Ó povo brasileiro, terás nas tuas mãos os destinos da nação brasileira; e os teus passos serão guiados por Deus...

FERNANDO PELLISOLI
Enviado por FERNANDO PELLISOLI em 03/04/2011


Comentários