CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fernando Pellisoli
Sou o Poeta da Loucura da Pós-modernidade
Textos

16. SEGURANÇA


Temos vários tipos de segurança no nosso território brasileiro tais como: segurança patrimonial; a segurança 24h; a segurança pública; a segurança do trabalho; a segurança e o trabalho online; etc. Trataremos da segurança pública...
O Estado Ecomunitário será primoroso em cuidar bem da segurança dos seus cidadãos ecomunitários... E não medirá esforços em aparelhar-se cada vez melhor nos seus policiais, capacitados em condomínios mais seguros, policiamento de trânsito, nos rádios digitais às viaturas policiais e proteção à cidadania Ecomunitária...
No Sistema Ecomunitário, os salários dos policiais do Estado, junto com os salários dos educadores, serão sempre os melhores salários do funcionalismo público... Esta minha revolução salarial aos policiais federais, aos estaduais e aos municipais resultará nos serviços de segurança com muito mais eficiência e competência; pois os policiais da segurança irão trabalhar com mais confiança, mais entusiasmo e mais certeza de poder dar a melhor sustentabilidade à suas famílias à mercê da sorte no Sistema Capitalista...
Melhores equipamentos, melhores treinamentos e o aumento considerável das incorporações militares, facilitando os serviços de segurança e sua habilidade social... E a nossa segurança mais assistida economicamente, contando que no Ecomunitarismo civilizado, solidário e humanizado os crimes são menos corriqueiros, será, indubitavelmente, uma etérea segurança pacificada pelos acentuados gestos de cidadania. Não querendo ser perfeito; mas perfeccionista: penso que com o aumento salarial digno à profissão de risco de vida e com o aperfeiçoamento dos serviços de segurança, teremos, a médio prazo, um Brasil exemplo de segurança ao mundo inteiro – e isto disseminará o nosso Ecomunitarismo...
No Sistema Ecomunitarista, os policiais não serão mais violentos contra os cidadãos brasileiros, como ocorre no Sistema Capitalista; pois policiais satisfeitos com as suas profissões bem remuneradas, com as suas famílias bem assistidas, trabalharão sem estresse e serão gentis no trato com as populações mais carentes e desprotegidas...
Fernando Pessoa disse: “tudo vale a pena se a alma não é pequena”... Pois a alma do povo brasileiro não é pequena; e o Poeta da Loucura Fernando Pellisoli acredita em revoluções sociais e políticas vanguardistas a um Brasil de grandezas...
Metamorfoses sábias acontecem quando mudamos os procedimentos políticos de uma nação: melhorar a segurança de uma nação começa por neutralizar as ações maléficas dos seus velhos políticos carreiristas e corruptos – muito mais corrompidos do que corruptos; pois estão submetidos aos caprichos parasitários dos grandes banqueiros e dos grandes financeiros – que comandam a ditadura econômica civil...
Viver num Brasil justo e igualitário, nos direitos básicos, é um extraordinário tsunami da caridade; transbordando o amor nos corações de todos os brasileiros: e todos os países do mundo invejarão a harmonia do Ecomunitarismo; pois que acabarão por juntar-se a nós – e o mundo será um só, e, o que é melhor, solidarizado e pacífico... E o Bem vai equilibrar-se com o Mal – que no Sistema capitalista tem o predomínio... Ainda teremos as grandes maldades espalhadas pelo mundo Ecomunitário; mas serão mais reduzidas e mais contidas pelas forças do Bem; que começarão a equilibrar as coisas...






FERNANDO PELLISOLI
Enviado por FERNANDO PELLISOLI em 03/04/2011


Comentários