CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fernando Pellisoli
Sou o Poeta da Loucura da Pós-modernidade
Textos

23. CONSELHO ECOMUNITÁRIO


No Sistema Ecomunitarista, o ex-Congresso Nacional (senado federal e câmara dos deputados) será fundido num único órgão governamental federativo: e este passará a ser chamado e conhecido por Conselho Ecomunitário...
As funções do Conselho Ecomunitário serão as mesmas do então Congresso Nacional: exercer as funções legislativas e fiscalizatórias; e, também, funções de administrar e julgar...
É de Direito que os seus membros sejam doutores em advocacia e juízes de direito; pois o Conselho Ecomunitário tem a responsabilidade maior de oferecer ao povo brasileiro, que possuirá a soberania política, o que se possa ter de mais convincente em matéria de supervisão Ecomunitária... Posso assegurar que o Conselho Ecomunitário será translúcido, no que tange as suas obrigações de elevar a Ecomunidade...
O Conselho Ecomunitário, como um presidente, terá 4 anos para exercer os seus indispensáveis préstimos à nossa sociedade Ecomunitária; podendo continuar a exercer as suas funções uma vez que o povo brasileiro assim determine... Dependendo da indubitável eficiência colaborativa ao Estado Ecomunitário Federativo; fica sempre evidenciado, através do plebiscito, que o Conselho Ecomunitário possa seguir...
O poder judiciário, tendo uns excelentes organismos estruturais, deve continuar fazendo as suas funções normais; localizando-se apenas na mudança de patrões: o povo, dentro do Ecomunitarismo, será o único patrão... E todos os atributos judiciais do Poder Judiciário devem primar pela competência de respaldar os nossos direitos fundamentais individuais e, sobretudo, os nossos direitos coletivos Ecomunitários...
A quantidade dos membros do Conselho Ecomunitário não deve ultrapassar a lógica do bom senso... Eu penso que esta questão só seja de ordem partidária, podendo ser mais elucidativo à minha filiação a algum partido; que comungue com as minhas idéias políticas Ecomunitárias...
Os projetos de leis do Conselho Ecomunitário passam pela avaliação do presidente desta República Ecomunitária, podendo ser aprovados ou vetados: ainda assim, os projetos de leis aprovados ou vetados devem passar pelo julgamento final do povo brasileiro – que será o único a mandar! É preciso ter noção do poder político do povo brasileiro dentro do Sistema Ecomunitarista; pois em país nenhum deste mundo adaptou-se a Democracia-Direta – a falta de solidarismo dos povos impediu esta façanha luz tão almejada por muitos... E percebo isto escrevendo o meu inusitado Ecomunitarismo: o regime democrático-direto ainda não teve nem chance de demonstrar a sua eficiência política, porque só lhe faltava o Sistema Ecomunitarista que se apresenta ao Brasil...
No caso de haver alternância do Conselho Ecomunitário, permanecem advogados e juízes a ocupar os cargos... Exceto por decisão do povo brasileiro: e neste aspecto, é bom que eu esclareça não estar ditando regra alguma; podendo o poder político do povo brasileiro adulterar as minhas convicções...
Um povo politizado não deseja o poder político?

FERNANDO PELLISOLI
Enviado por FERNANDO PELLISOLI em 03/04/2011
Alterado em 03/04/2011


Comentários