CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fernando Pellisoli
Sou o Poeta da Loucura da Pós-modernidade
Textos

ACASOS


Incertos os destinos
Só sem a lua enluarando...

Em oportunos descuidos
Inflamam-se os seios desnudos
Como infláveis bonecas sem consolos...

E as surpresas boas
Emagrecem os subterfúgios!

E as dobráveis esquinas de Brasília
Que desconfortam o carreirismo carioca
São indomáveis espátulas espalhando as tintas:

E os frutos do meu ilogismo
(amansando os tremores da inocência)

São-te infrutíferos?

(por Fernando Pellisoli)
FERNANDO PELLISOLI
Enviado por FERNANDO PELLISOLI em 23/09/2010


Comentários